As últimas pesquisas apontam o azeite de oliva extra virgem como um alimento grandemente eficaz na saúde dos nossos cérebros e comprovou que o consumo do óleo em sua forma mais pura diminui as placas e os emaranhados que se formam no cérebro dos pacientes com sintomas de Alzheimer e Parkinson.

O estudo foi publicado na edição de ontem da revista Annals of Clinical and Translational Neurology que indicou o azeite de oliva extravirgem como um aliado contra essas enfermidades que deve afetar 135,5 milhões de pessoas em 2050, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Prevenindo sintomas de doenças como Alzheimer e Parkinson

A pesquisa feita pelo cientista – também professor de farmacologia e microbiologia Domenico Praticò da Temple University, EUA dá claras evidências de como o azeite consegue literalmente “limpar neurônios”, prevenindo e diminuindo sintomas de doenças como Alzheimer e Parkinson.

Professor Domenico Praticò

O método usou ratos de laboratório como cobaias, ambos programados para apresentar os sintomas de Alzheimer, tendo placas beta-amiloides em certas regiões do cérebro, emaranhados neurofibrilares e apresentando distúrbios de memória.

Seis meses antes dos primeiros sintomas surgirem, as cobaias foram divididas em dois grupos, no primeiro recebia sua alimentação normal a base de rações enquanto o outro estava tendo uma alimentação rica em azeite.

O resultado final foi incrível, o rato com a alimentação rica em azeite havia tido uma redução na inflamação do cérebro, fosforilação da proteína TAU – relacionada ao Alzheimer – e suas células nervosas foram estimuladas a se livrar de amiloides e toxinas – autofagia.

Embora a causa do Alzheimer ainda seja desconhecida, já se sabe os mecanismos por trás da destruição progressiva dos neurônios. Sendo as mais estudadas são as placas beta-amiloide e os emaranhados neurofibrilares. Análises mostram que a deformação da proteína tau no interior celular, seriam responsáveis pelos danos específicos da memória.

Esses estudos  indicam um efeito positivo do azeite de oliva extravirgem no combate às placas. Agora, se tem a primeira evidência de que a substância natural também é eficaz contra a formação dos emaranhados.

Segundo Praticò, “O azeite extra virgem é melhor que frutas e vegetais sozinhos. A gordura vegetal monoinsaturada é mais saudável que gorduras animais saturadas. ”

benefícios do azeite para a memoria

O que dizem os especialistas

Além da pesquisa feita por Domenico, ainda temos a explicação do Otávio Castello, neuropsiquiatria geriátrico e diretor científico da regional DF da Associação Brasileira de Alzheimer, que diz:

“Cientificamente, existem diversos estudos mostrando que a dieta do mediterrâneo parece ter um efeito de proteção contra a doença de Alzheimer. Alguns sugerem que um dos principais componentes dessa dieta a promover os benefícios à saúde seria o azeite de oliva extravirgem, mas é uma observação empírica e nenhum (estudo) conseguiu demonstrar de forma cabal. Esse de agora, por ser neuropatológico, soma uma força grande a essas observações, porque estamos falando das engrenagens pelas quais a doença de Alzheimer destrói o cérebro.

Em todas as principais engrenagens, o azeite de oliva mostrou algum benefício. Não se sabe exatamente como ele faria isso, mas o fato mais importante não é como ele faz. Uma grande parte dos medicamentos que está nas prateleiras das farmácias, a gente não sabe como funciona, mas sabe que funciona. A virtude desse estudo é que ele endereçou várias coisas ao mesmo tempo e mostrou resultado em todas.

Será que o azeite de oliva pode prevenir e melhorar a performance do cérebro? Em ratos, parece que sim. Mas nós sabemos que isso precisa ser confirmado com estudo usando azeite puro em humanos, algo que vai demorar algum tempo pra acontecer… E o interessante é que estamos falando de um alimento. A nutrição já fala que o azeite de oliva extravirgem é muito bom. Não é um remédio novo, é um alimento.”

Mas afinal, porque o azeite é tão bom para a memória?

Isso é simples, ele é rico em vitamina E, sendo então altamente antioxidante. Com isso é capaz de prevenir a degeneração das células cerebrais, fazendo também com que auxilie na rapidez da transmissão de informações – integridade sináptica.

É também importante lembrar que quanto mais puro – menor acidez – for o azeite maior será a sua quantidade de componentes benéficos à saúde, ou seja, o azeite o tipo extra virgem é o mais recomendado para quem deseja cuidar de si.

Os azeites produzidos pela Fazenda Verde Oliva possuem todos os seus componentes essenciais, justamente pelo método de extração, saiba mais aqui, e isso significa que seus benefícios para a saúde – principalmente para a memória – serão de extrema eficácia e além do mais, seu sabor é único. Para adquirir o azeite, veja em nossa loja.

Gostou dessa postagem? Fique a vontade para comentar.

Grato!
Verde Oliva

Pin It on Pinterest

Abrir
Precisa de ajuda?