Saímos em matéria muito interessante no site SBA (Sistema Brasileiro do Agronegócio).

Deméter é considerada a deusa da agricultura na mitologia grega e era por ela que os antigos pediam a benção para o plantio e rogavam por uma boa colheita. A ela estão atribuídas as estações do ano, a fertilidade, o cultivo da terra e o empréstimo do nome do selo que identifica os produtos da técnica da agricultura biodinâmica. A base desta prática parte da antroposofia, criada no século XX por Rudolf Steiner, que no grego significa “conhecimento do ser humano”, e compreende a existência do universo e dos seres vivos de forma harmônica.

A agricultura biodinâmica surgiu como uma alternativa às práticas mecanizadas e de criações extensivas de animais, em busca de resgatar antigas condutas agrícolas sustentáveis, conforme explica a especialista em agricultura biodinâmica, Mônica de Souza. “É o conjunto de práticas agrícolas a partir do homem consciente, buscando sustentabilidade dos recursos da propriedade a fim de produzir o Solo Vivo. Utiliza-se dos insumos grátis que a natureza nos oferece”, afirma.

A técnica reúne conhecimento da astronomia aplicada à agricultura, uso de preparados biodinâmicos (um tipo de homeopáticos para solo e plantas) e práticas de manejo sustentáveis como compostagem, pó de rocha, plantas de cobertura, compondo um organismo agrícola. “O principal benefício é a utilização consciente de recursos preciosos, como a fertilidade de solo, água, preservação da vitalidade do solo e plantas e manejo da vegetação nativa, visando resistência dos cultivares a doenças. Desta forma, a relação custo-benefício é vantajosa e o produto final é livre de resíduos”, explica a especialista.

O método proporciona produtos de alto valor biológico, pode ser aplicada em qualquer tipo de cultura e extensão e, no aspecto financeiro, é de baixo custo. O maior investimento parte de quem tem interesse do uso na propriedade pela busca do conhecimento, paciência e dedicação no assunto. De acordo com a empresa responsável pela certificação dos produtos biodinâmicos, o Instituto Biodinâmico de Desenvolvimento (IBD), 4.900 produtores no mundo utilizam este tipo de cultivo, distribuídos em 40 países.

Entre as práticas da agricultura biodinâmica está a observação das fases da lua para saber a melhor época de plantio, cultivo e colheita, por meio de um calendário que indica estas informações. “As plantas são totalmente sensíveis aos impulsos astronômicos, fenômeno amplamente estudado e comprovado pela biodinâmica. Desta forma, o conhecimento dessa ciência permite plantar, colher, armazenar, podar, em épocas favoráveis, resultando em plantas resistentes a pragas, saudáveis e com consequente incremento da produção Vegetais sem resíduos, atendendo aos mais exigentes mercados”, Mônica explica.

Calendário Biodinâmico

Calendário indica melhores dias de trabalho para cada cultivo. Imagem por: Ceagro

Tendo em vista que as doenças atacam as plantas que estão fracas, entre os benefícios da técnica está o combate as pragas com o fortalecimento e melhora da imunidade da plantação. “Desta forma, plantas e solo saudáveis apresentam resistência à doenças e não necessitam de medidas paliativas, os defensivos. Elas próprias se defendem através do seu imunológico equilibrado. O princípio da biodinâmica não descarta a utilização esporádica de algum defensivo no início da transição de terapias e as duas ciências podem conviver na medida do bom senso”, afirma.

No campo

Grandes propriedades fazem uso de práticas biodinâmicas e, de acordo com Mônica, a Austrália foi pioneira em aplicar a técnica em áreas extensas. No Brasil, existem propriedades com essa atividade. O agricultor Katsumi Luiz Yamaguti possui duas propriedades em Minas Gerais com certificado Biodinâmico há sete e dois anos. As plantações, predominantemente, são ocupadas por oliveiras, mas também há espaço para Palmito Real, amora-preta, framboesa, mirtilo, morango, figo, goiaba, jabuticaba, pêssego, laranja, limão, mexerica, abacate, banana, pitanga, marmelo, milho, batata, mandioca, feijão, soja, ervas medicinais e legumes diversos.

Azeite biodinâmico

Produtos biodinâmicos são comercializados para todo país. Foto por: Katsumi Luiz Yamaguti

Toda essa produção resulta em azeite de oliva, geleias, molhos, conservas e chás que são comercializados. “Os produtos biodinâmicos são muitos valorizados comercialmente. Possuem um valor agregado maior aos Orgânicos e Convencionais. O Azeite de Oliva Biodinâmico que produzimos tem aceitação grande no Brasil e não conseguimos atender toda a demanda”, ele conta.

O produtor diz que a implantação da agricultura biodinâmica ocorreu de forma gradativa, “natural e harmônica”, com o apoio da Associação de Agricultores Orgânicos e Biodinâmicos de Maria da Fé (APAMFÉ) e do Consultor Luiz Augusto Da Silva. Antes disso, utilizavam a agricultura orgânica na lavoura e em casa. “Em nossa casa sempre utilizamos produtos orgânicos, antes mesmo de começarmos com a agricultura. Ao adquirir o primeiro sítio, começamos a plantar produtos sem uso de agrotóxico para nosso consumo. Depois a produção foi aumentado e tivemos que comercializar”, relembra.

Infográfico Agricultura

Para Katsumi, estes produtos possuem diferencial no sabor, vitalidade e nutrição, o que reflete no momento da compra do consumidor final. Segundo o agricultor, cada vez os mais brasileiros passam a conhecer os benefícios dos alimentos saudáveis e a expectativa é de crescimento neste rumo. “Quem conhece a Agricultura Biodinâmica valoriza muito mais os produtos e o fator preço passa não ser relevante em detrimento à qualidade e vitalidade”, acredita.
Sobre o selo Demeter, aquele do início desta matéria que empresta o nome da deusa da agricultura para identificar os produtos provenientes da agricultura biodinâmica, também inspira a nomeação do documento que estabelece as normas internacionais e rigorosas, segundo Katsumi, que dão as diretrizes para a certificação. “Hoje, no mundo, o selo Demeter representa algo original, autêntico desde a sua origem e de alta qualidade”, assegura.

Comercialização

A Terra Mantiqueira, loja online de produtos naturais, orgânicos, biodinâmicos e artesanais, antes de divulgar algum item no site, realiza visitas para conhecer o agricultor, a produção e a área de processamento, a fim de garantir confiança sobre o que é comercializado. O perfil da maioria dos clientes que adquirem os produtos biodinâmicos, que começou a ser vendido pelo empreendimento neste ano, envolve pessoas que procuram vida saudável, conforme explicam os representantes Cilmara Cristina dos Santos e Jackson de Siqueira Silva. “É um público com informação e conhecimento acerca do tipo de alimento que consomem e que resultados isso pode trazer ao seu corpo, a sua vida e ao planeta”, explicam.

Acreditam que este mercado está em crescimento, mas que há desafios, como de popularizar a produção biodinâmica e os benefícios relacionados a saúde e sustentabilidade. “Percebemos que muitas pessoas não conhecem o que são esse tipo de alimento, seu processo de produção e certificação”, contam. Entre os produtos vendidos pela Terra Mantiqueira, estão as geleias biodinâmicas, produzidas com 30% de açúcar, no máximo. “Dessa forma, podemos dizer que temos um alimento mais saudável com mais nutrientes das próprias frutas”, dizem.

Os representantes destacam que durante a produção há uma relação espiritual e ética com a natureza e o ponto central da agricultura biodinâmica é o ser humano. “É a partir das intenções espirituais que o ser humano cria e materializa suas intenções”, acreditam. “Desse modo, a agricultura biodinâmica é parecida com a agricultura orgânica, porém com um foco mais espiritual. O bem-estar humano e sua integração com a natureza são levados a priori”.

Confira a matéria aqui.

Pin It on Pinterest

Abrir
Precisa de ajuda?